Você esta aqui
Home > Notícias > Boletim Informativo do Projeto Legal está de volta

Boletim Informativo do Projeto Legal está de volta

A Organização de Direitos Humanos Projeto Legal apresenta a edição nº 001/2019 da Expressa Legal, seu boletim informativo, contendo notícias, artigos e informações sobre os direitos humanos e atividades institucionais. O material é produzido em versão digital quinzenalmente e faz parte do Laboratório de Direitos Humanos, um ambicioso projeto de vivência em direitos humanos que a organização está implementando.

“Ficamos acostumados a fazer política dentro dos palácios durante os governos Lula e Dilma [Rousseff]. Agora a nossa luta é de volta às ruas. Em tempos sombrios como os que estão por vir, o momento é oportuno para que nós, militantes dos direitos humanos, possamos nos unir em torno de uma agenda comum e numa trincheira na defesa dos direitos das minorias. Somos contra a redução da maioridade penal, a flexibilização do uso de armas de fogo. Somos contra a agenda política do atual governo. Este informativo nos permitirá um maior diálogo com a sociedade civil”, comentou o presidente do Projeto Legal, Carlos Nicodemos.

“A Expressa Legal é parte das ações do Núcleo de Comunicação do Projeto Legal (Nuclecom). Este boletim tem como objetivo a comunicação externa através de publicações acerca de fatos gerais, artigos publicados por nossos colaboradores e estagiários e informações institucionais. É um espaço pedagógico e multidisciplinar que nos permite debater, promover e defender conceitos acerca dos direitos humanos”, explicou a coordenadora executiva do Projeto Legal, Monica Alkmim.

As pessoas que desejarem receber gratuitamente por mala direta os boletins do Projeto Legal poderão solicitar pelo e-mail comunicacao@projetolegal.org.br ou pela página no facebook www.facebook.com/projetolegal.

Aqui está a nossa Expressa: projeto legal expressa 01 2019

* Reportagem: Diego Francisco

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Top